Seu browser não suporta JavaScript!

Portal Portal Padrão Barra de Identidade Visual do Governo Federal na Internet - APLICAÇÃO do Governo Brasileiro
Página Principal Notícias » Notícias secundárias » asdEstudantes do IFPR se destacam como estagiários no PTI

Estudantes do IFPR se destacam como estagiários no PTI

Publicado em 26 de fevereiro de 2018

Quatro estudantes do curso Técnico em Informática do Instituto Federal do Paraná (IFPR) estão estagiando no Parque Tecnológico Itaipu (PTI), integrando o desenvolvimento de um laboratório de Internet de Coisas (IoT).  Os jovens estão no Parque há um mês, e já apresentam resultados positivos no projeto-piloto chamado “Smart PTI”.

Os jovens Brian Davis Ramirez, Alexandre Omairi, Gabriela Toffanetto Barros e Allan Presotto têm 17 anos. No Centro Latino-americano de Tecnologia Abertas (Celtab) do PTI, onde fazem o estágio, atuam nas áreas de gerenciamento do projeto, desenvolvimento de painéis de controle, banco de dados, sistemas em baixo nível, interface de programação de aplicações (APIs) e estruturas de dispositivos para a rede de IoT, e estudo de protocolos.

Em suas atividades no Parque, os estudantes estão aprimorando os conhecimentos básicos que possuem por meio de técnicas e ferramentas mais sofisticadas que compõem o projeto de IoT. “O incentivo à pesquisa no PTI é muito forte”, avaliou Presotto. “Temos a oportunidade de aprender e implementar esses conteúdos ao mesmo tempo. Isso é muito bom para nós, como profissionais, crescermos no mercado futuramente”, comentou Ramirez.

Além de contribuir com avanços tecnológicos, a formação de pessoas é um principais objetivos dos trabalhos realizados pelo Centro, conforme pontuou o engenheiro eletricista e coordenador do projeto de IoT, Rolf Massao Satake Gugisch. “Estamos muito satisfeitos e empolgados com o trabalho dos jovens. Em menos de um mês de desenvolvimento do projeto, já podemos observar muitos resultados”, ressaltou. “Os estudantes estão acrescentando muito ao Centro, e também estamos aprendendo muito com eles”, concluiu Rolf.

Smart PTI

A plataforma “Smart PTI” será utilizada para integrar o Parque, com sensores para aquisição de dados das áreas funcionais. Os sensores permitirão a otimização das atividades e tomada de decisões. Dessa forma, por exemplo, a inclusão de sensores nos aparelhos de ar condicionado nas salas permitirá verificar quando será necessária a realização de manutenções preventivas.

A tecnologia inovadora utilizada no projeto se baseia no conceito das Cidades Inteligentes (Smart Cities), que envolvem o uso intensivo de tecnologia da comunicação e informação sensíveis ao contexto de gestão urbana. O projeto é uma realização em conjunto da Itaipu Binacional, PTI, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e IFPR.

Atualmente o Celtab trabalha na criação de competência e infraestrutura de redes para IoT, o que envolveu a estruturação de um laboratório de IoT no Parque. A finalização do projeto Smart PTI está prevista para 2018.

O Parque Tecnológico Itaipu – PTI – Criado em 2003, o PTI surgiu a partir da ampliação da missão da Itaipu Binacional, na qual foram incorporadas ações para impulsionar o desenvolvimento sustentável por meio da tecnologia, inovação, educação e turismo. O PTI está instalado nos antigos alojamentos dos operários que construíram a Usina de Itaipu, esses espaços deram lugar a universidades, escritórios, centros de pesquisa, salas de aula, laboratórios e incubadora de empresas. Todos os dias, passam pelo PTI mais de 6 mil pessoas. Os resultados são vistos na excelência de operação da Usina de Itaipu, nas alternativas criadas para geração e armazenamento de energia, na formação de capital intelectual para a região oeste do Paraná, com a viabilização de mestrados e doutorados, na fixação de startups de base tecnológica e no desenvolvimento de um modelo de operação turística que financia essas iniciativas. A atuação do PTI impacta diretamente na geração de postos de trabalho, atração de investimentos, formação de pessoas e qualidade de vida para a população como um todo.

 

Texto e foto: Comunicação PTI

Galeria de Imagens