Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Foz do Iguaçu
Início notícias ”Mulheres que fazem a diferença em Foz do Iguaçu” é tema de evento no Campus

”Mulheres que fazem a diferença em Foz do Iguaçu” é tema de evento no Campus

Publicado em

Promover uma reflexão em torno da importância do dia 8 de março na luta pela igualdade de gênero. Esse foi o objetivo do evento “Mulheres que Fazem a Diferença em Foz do Iguaçu”, realizado entre os dias 09 e 13 de março pelo Instituto Federal do Paraná – Campus Foz do Iguaçu, em parceria com o Coletivo Feminista Malala Yousafzai.

O evento é composto por exposição e por palestras sobre diferentes temáticas, como a luta contra a opressão, o feminicídio e a naturalização da violência. De acordo com as organizadoras do evento, professoras Márcia Saito e Carla Garcia Xavier da Silva, a programação busca mostrar o protagonismo de mulheres de Foz do Iguaçu que atuam nas suas comunidades e o impacto de suas ações.

O diretor-geral do Campus, Anderson Coldebella, participou da abertura do evento, destacando o quão é importante apoiar a luta das mulheres por representatividade e pelo fim da violência.

Palestras

“Direitos das Mulheres no Campo e na Cidade – A experiência das Promotoras Legais Populares” foi a primeira palestra do dia e tratou das violações e direitos da mulher e das redes de apoio existentes na cidade. Com ênfase na experiência da líder comunitária urbana e ativista, Elza Mendes, a fala destacou o papel das promotoras legais e convidou o público a participar do projeto. Na sequência, a representante de movimentos sociais do campo, Sandra Marli da Rocha Rodrigues, abordou com a luta das mulheres do campo contra a cultura machista e violenta que as envolve.

A arquiteta e Urbanista, Cecília Maria de Morais Machado Angileli, falou sobre territórios formais e informais da cidade e como as mulheres intervêm nesses espaços. A educadora popular Solange Rodrigues Bonomo Assumpção ministrou a palestra “Educação Popular e a Alfabetização de Jovens e Adultos”, a qual abordou assuntos como o EJA, educação popular, o papel da educação no fortalecimento das mulheres e a experiência do EJA no Bubas.

Na parte da tarde, as educadoras Ana Paula Araújo Fonseca e Patrícia Zandonade (Educadora e Urbanista) abordaram o papel das mulheres em ocupações e favelas e trabalhos de resistência, na palestra “Direito à cidade e justiça ambiental”.

Galeria de Fotos

Topo