Instituto Federal do Paraná Marca do IFPR I NS TIT U T O F EDER A L Paraná Campus Foz do Iguaçu
Início notícias Projeto Fábrica de Rações apoia o ensino e a pesquisa na área de Aquicultura

Projeto Fábrica de Rações apoia o ensino e a pesquisa na área de Aquicultura

Publicado em

Você sabia que, desde meados de 2019, funciona no IFPR – Campus Foz do Iguaçu uma fábrica de ração para peixes? O projeto “Fábrica de rações do IFPR” está instalado na área dos laboratórios de Aquicultura do Campus e tem por objetivo fornecer condições para que sejam realizadas diversas pesquisas com organismos aquáticos.

A princípio, a ideia de implantar uma fábrica de rações no Campus surgiu da necessidade de se formular e processar rações para atender a um estudo proposto pelo IFPR em parceria com a Itaipu Binacional, cujo objetivo é avaliar o acúmulo de ácidos graxos essenciais na carne do pacu (Piaractus mesopotamicus) cultivado em tanque-rede. A partir daí, os equipamentos foram adquiridos pela Itaipu Binacional e instalados no IFPR.

Com o passar do tempo, a demanda aumentou e, atualmente, a fábrica já atende a outros projetos desenvolvidos em parceria com a Unila, Unioeste, Parque Tecnológico Itaipu e setor produtivo. “Já elaboramos rações, por exemplo, para um projeto com objetivo de avaliar a exigência de proteína para alevinos de pacu cultivados em sistemas de bioflocos, numa parceria entre a Itaipu Binacional e a Embrapa”, destaca o coordenador do Projeto, Arcângelo Signor.

As matérias primas para a confecções das rações tais como milho, farelo de soja, farelo de trigo, farinha de carne e ossos, e outras farinhas de origem animal são adquiridos em empresas na região Oeste do Paraná. Os micronutrientes como premix (suplemento mineral e vitamínico), vitaminas isoladas, minerais, e aminoácidos são adquiridos no Brasil e até no Exterior. Em muitos casos, instituições parceiras do IFPR contribuem com doações para pesquisas, como é o caso da própria Itaipu Binacional, Unioeste, Copacol, Algomix e outras empresas que atuam no setor.

O professor Arcângelo destaca que o projeto da Fábrica de Rações do IFPR representa uma grande conquista para o Instituto e para instituições parceiras, pois grande parte dos trabalhos científicos desenvolvidos na área da piscicultura envolvem estudos sobre a avaliação de alimentos, nutrição, saúde animal, entre outros, e demandam a produção de rações formuladas/processadas.

Ensino, Pesquisa e Extensão

A fábrica permite uma redução de 20 a 30% no preço da ração. Além de gerar um produto final mais econômico e de maior qualidade, contar com uma estrutura como a Fábrica de Rações representa um ganho enorme nas atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão.

As aulas práticas dos cursos Técnico em Aquicultura e Engenharia de Aquicultura, por exemplo, ganharam bastante com toda a estrutura que foi montada no Laboratório. O conhecimento proporcionado é grande, pois permite aos futuros técnicos e engenheiros acompanharem toda a cadeia produtiva e aprender mais sobre como se dá a produção do suprimento alimentar, dando condições para que no futuro tenham mais expertise sobre o assunto e, quem sabe, até mesmo empreenderem nesta área.

Como é impossível realizar qualquer avaliação nutricional de peixes, camarões e rãs sem a formulação e processamento de rações, a expectativa é de que o projeto da Fábrica de Rações cresça e se desdobre em diversos projetos interdisciplinares e multi-institucionais. 

Leia mais

Topo